Page Nav

HIDE

Grid

LIST_STYLE

Classic Header

{fbt_classic_header}

Header Ads

GDF Contra a Dengue
{latest}

Detran-DF e Ministério dos Direitos Humanos alinham parceria

Os dois órgãos unem forças no combate à violência doméstica e contra o abuso infantil entre outras pautas sociais Foto: Renato Ribeiro. Nest...


Os dois órgãos unem forças no combate à violência doméstica e contra o abuso infantil entre outras pautas sociais

Foto: Renato Ribeiro.

Nesta terça-feira (13), a direção-geral do Detran reuniu-se com a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, para iniciar uma parceria voltada para a promoção de cidadania, empoderamento feminino e proteção à criança contra o abuso infantil.

Para o diretor-geral, Zélio Maia, este é o início de um trabalho conjunto que trará muitos benefícios para a sociedade. O diretor destacou que a função do Detran não é gerir carros, mas gerir pessoas e assim preservar vidas. "O Departamento de Trânsito é um dos poucos órgãos que permeia a vida do cidadão em praticamente todas as fases, enquanto criança, adulto, idoso, seja ele pedestre, condutor ou ciclista, dessa forma atendemos os três milhões de habitantes do DF", completa.

De acordo com Zélio Maia, a humanização é um dos pilares de sua gestão, assim como a educação e a inovação, e o Detran tem muito a contribuir exercendo sua função social nos programas de apoio aos mais vulneráveis. "Nós estamos à disposição para fomentar o empreendedorismo e a geração de renda por meio da formação de condutores, principalmente no apoia às mulheres, que muitas vezes precisam de emprego para sustentar a família ou garantir a independência de um relacionamento abusivo".

Segundo a ministra Damares, o governo federal e o Detran-DF podem ser parceiros nas ações de direitos humanos e no combate à violência doméstica. "É uma experiência que podemos replicar em todo o país. Cada agente de trânsito, cada servidor, cada colaborador pode ser um disseminador de conhecimento, pode estar na linha de frente", acredita.

Dentre as agendas do Ministério, o Detran poderá contribuir, por exemplo, na conscientização de motoristas de transporte escolar para a identificação de abuso infantil, ou ainda na localização de pessoas desaparecidas durante o registro na obtenção de CNH ou durante a abordagem numa blitz. Além disso, o ministério se dispôs a capacitar os servidores do Departamento para que possam identificar e atuar em casos de violência contra à mulher.

Além do diretor-geral, Zélio Maia, representaram o Departamento: o diretor-geral adjunto do Detran-DF, Gustavo Amaral, e o Diretor de Orçamento, Planejamento e Finanças, Thiago Nascimento. Na reunião, a ministra Damares contou com a participação da equipe composta pela Secretária Executiva, Tatiana Barbosa de Alvarenga, o Ouvidor Nacional de Direitos Humanos, Fernando César Pereira Ferreira, a Secretária Nacional de Políticas para as Mulheres, Cristiane Rodrigues Britto e a Diretora do Departamento de Políticas das Mulheres e Relações Sociais, Fernanda Marsaro Dos Santos.

Nenhum comentário